Delírios de Ophélia

Travessia do Aqueronte

Talvez eu não seja exatamente quem você gostaria que eu fosse

Talvez eu não esteja no lugar onde você gostaria que eu estivesse

Talvez eu não seja o amor com qual você sempre tenha sonhado

Talvez eu nunca tenha sido a pessoa que você quisesse ter por perto

Talvez eu tenha sido a pessoa que você quisesse ter por perto

Mas não quisesse amar

Talvez por isso mesmo você não me queira mais por perto

Talvez por tudo isto

Amor

Desamor

Dor

Capitis diminutio

Fui carregada aos prantos pelo Caronte

Que me levou a atravessar o Aqueronte

Onde joguei todos os sonhos e desejos que tinha contigo

E quanto para mais distante navegava do sodalício

Mais me aproximava do inferno

Porque sou como sou

E te amei como és!

 

Anúncios

2 comentários em “Travessia do Aqueronte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s