Delírios de Ophélia

O Porto

Esses olhos aflitos,

Assustados,

Procuram nos meus a resposta,

O consolo, o conforto

O porto

Seguro ou não

Sei que me ama pela forma que me olha

E não pelo que diz

Aprendi a te amar em seus piores dias

E se eu pudesse escolher

Escolheria te amar

Escolheria me apaixonar por você todos os dias

E a cada novo amanhecer encontraria um novo jeito de te amar

Descobriria um novo motivo para me apaixonar

Construiria o seu altar

A colocaria num pedestal

E iria coroa-la

Minha rainha

Seria sua serva

A boba da sua corte

E seria o motivo do seu sorriso

Da sua alegria

E te amaria noite e dia

Por todos os cantos de nosso castelo

E por toda a eternidade

Anúncios

Um comentário em “O Porto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s