Delírios de Ophélia

Insensatez 

Desculpa por me manter ainda por perto

Decerto é por que ainda não desisti

Nossa casinha de madeira no meio da mata virgem

As crianças correndo pela casa

O cheiro do seu café

Loucura

Obsessão

Mas por mais que você diga não 

Minha intuição diz sim

Desculpa por ainda não ter partido

Por te amar escondido

Não há nenhum mal entendido

Tudo é claro

Assim como o quê eu sinto

Não desisti da gente

O meu amor é paciente

Se a gente não se quer

Por que não se desgruda?

“Quem um dia irá dizer

Que existe razão

Nas coisas feitas pelo coração”

Já era pra eu ter partido

Mas ainda estou aqui

Na beira do meu caos

Te espero

Ainda não parti 

Por medo de você se acostumar

Com a minha ausência

Por medo de você me esquecer

Do quanto eu te amo

E o tanto eu te quero bem

Anúncios

2 comentários em “Insensatez 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s