Delírios de Ophélia

Surpresa linda

Eis que surge você​

Assim, do nada 

Saiu da tela 

Invadiu meus pensamentos 

Meus desejos 

Meu carro 

Meu corpo

Quando eu já não esperava mais nada

Você surge com esse sorriso

E que sorriso…

Meu corpo arrepia-se todo

Só com a lembrança 

Minhas pernas estremecem 

Você puxando meu corpo contra o teu

Dois corpos tão apertados 

Quase se tornando um 

Eu te puxava contra mim

Você me puxava contra si

Boca

Nuca

Orelha 

Tua mão embaixo do meu vestido

O gosto 

O cheiro

Eu puxando teu cabelo 

O sorriso maroto 

E que sorriso…

Te brinco sumido em meu vestido

“Vira de costas” 

Ela disse num tô meio de súplica, meio de ordem 

Virei 

Ela pegou em meus cabelos delicadamente

Colocou-os de lado 

A boca em minha nuca

Os arrepios 

Os beijos 

As mordidas 

Minhas costas à mostra pelo decote do vestido

Tua boca percorrendo cada espaço

Cada pinta

Tua mão puxava-me para você

Debaixo do meu vestido

Segurando o meu seio…

Meu corpo arrepiado com a lembrança 

O pescoço marcado 

Eu sempre odiei marcas 

Mas se foi você quem fez

Eu não me importo

É quase um troféu

Olho no espelho

É inevitável sorrir…

Mas você voltou 

Para dentro da tela

E a ansiedade toma conta de mim

Que a semana seja veloz 

E chegue logo o final de semana

E você saia novamente da tela

E venha para minha cama.

Anúncios

3 comentários em “Surpresa linda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s