Delírios de Ophélia

Onde está você agora?

Insuportavelmente atenta

Atenta a tudo que não me interessa

A um mundo que não me pertence.

Seu mundo não me pertence, pouco sei,

Mas, meu mundo escancaro pra você,

Me dou, me entrego, me exponho toda

Inteira a espera de um beijo, um desejo,

Tudo em vão, de você nada, nada, nada.

Insensível.

Madona que transtorna meus sonhos,

Que faz minha alma suar e minha garganta

Gritar por socorro.

Musa inspiradora dos mais loucos delírios.

Meu grito ecoa pelos corredores,

Chega a todos os ouvidos, e então,

Cadê você?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s