Cena I · Entre 4 Paredes

Entre 4 Paredes

CENA I

FADE IN

INT. APARTAMENTO – NOITE

Cassandra prepara o jantar. Coloca um vinho na geladeira. Ajeita o vestido. O homem alto e magro entra em quadro. Dá um beijo sem graça na testa da mulher e sai em direção ao banheiro. Cassandra põe a mesa, pega uma revista, senta-se em uma das cadeiras e espera folheando uma revista nervosamente.

Nelson sai do banheiro de banho tomado. Senta-se na cadeira ao lado da mulher.

Cassandra levanta-se, abre a geladeira e tira o vinho.

NELSON

O cheiro está maravilhoso.

CASSANDRA

Abre pra gente?

Entregando o vinho para Nelson.

NELSON

Alguma data especial?

Abrindo o vinho.

CASSANDRA

Nada demais.

Nelson serve o vinho.

NELSON

Um brinde?

CASSANDRA

A quê?

NELSON

A nossa vida. Ao nosso amor.

CASSANDRA

Que tal um brinde à hipocrisia?

NELSON

Do que você tá falando?

CASSANDRA

Qual é Nelson? Um brinde ao nosso amor! Que amor?

Isso não existe mais entre nós há séculos.

NELSON

Não é bem assim.

CASSANDRA

Não?

Estamos casados há dois anos e nem sexo existe mais. E você vem falar de amor! Tenha paciência.

Depois das palavras de Cassandra o único barulho que se ouvia na sala era dos copos tocando a mesa. Já não bebiam mais o vinho o devoravam.

CASSANDRA

Rompendo o silêncio.

Qual é a sua fantasia?

NELSON

Como assim?

CASSANDRA

Não se faça de desentendido, Nelson. Somos adultos, casados e nem nos conhecemos. Nosso casamento acabou e não sabemos nada um do outro. Este é o golpe de misericórdia no intuito de salvar o que já não tem salvação. Nós nunca conversamos sobre sexo, você sabia?

NELSON

Sentindo-se coagido pela mulher fala em tom quase inaudível.

É verdade.

CASSANDRA

Então, qual é sua fantasia?

NELSON

Muito constrangido.

Desde adolescente que fantasio transar com duas mulheres.

CASSANDRA

Por que esta é fantasia de todos os homens?

O vinho já começava a fazer efeito e ambos estavam mais soltos.

NELSON

Acho que afirma a masculinidade. Ver duas mulheres transando, e ser capaz de proporcionar prazer as duas ao mesmo tempo é excitante.

Cassandra fica pensativa e toma outro gole do vinho.

NELSON

E a sua fantasia, qual é?

CASSANDRA

Sentido-se acuda, vira o restante do vinho que estava na taça.

Tenho curiosidade de transar com outra mulher. Mas não sei se tenho coragem.

NELSON

Não tem coragem? Por quê?

CASSANDRA

Não sei explicar. Tenho medo.

NELSON

De que? De gostar?

CASSANDRA

Pode ser.

NELSON

Acho que devíamos tentar os dois realizando suas fantasias com o intuito de salvar nosso casamento.

CASSANDRA

Não sei, não. Pode piorar as coisas.

NELSON

Por quê?

CASSANDRA

Pode não dar certo.

NELSON

Mas certo já não tá dando há muito tempo. Ao menos vamos pensar no assunto.

Cassandra não disse mais nada. Mas ficou pensativa.

Nelson deu um beijo no rosto da mulher e foi se deitar.

Cassandra retirou a mesa do jantar, pensativa. Se trocou, escovou os dentes e se deitou. Nelson já dormia. Ela não conseguia dormir, ficou rolando na cama por muito tempo. Olhou para o lado e viu que o marido dormia pesado e excitada pela possibilidade de transar com outra mulher se masturbou e gozou em silêncio para não acordar Nelson. Dormiu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s