Delírios de Ophélia

Linda…nua…

cymera_20161201_234026.jpg

Os olhos da menina acompanhavam as curvas do seu corpo

Sua silhueta nua, linda

Através do box embaçado

Causava descompasso

Evitava olhar,

Mas não conseguia tirar os olhos…

Achava lindo vê-la assim, despida

Seu corpo coberto por pequenas gotas de água

Feito cristais

A mais linda joia

Ela era meu ídolo

Eu, escrava do meu Aladim

Meu olhar fascinado acompanha tanto que pode…

O feitiço da sereia

Numa admiração gratuita

A virtude da beleza

É a sua contemplação

Pura e simples

A desejava para mim,

Particularmente,

Em silêncio,

Sem sombra de reivindicação.

Via lá de dentro

Olhos indiscretos, espiando

Mas não tinha impressão da realidade.

Aqueles olhos verdes faziam parte da pintura,

Eram elementos decorativos,

Turmalina cintilante

Meus olhos deram mais uma volta em seu corpo

Era hora de ir para longe

Mas não adiantava mais fugir

A imagem de seu corpo

Já estava gravado

No fundo de minhas retinas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s