Despudores de Ophélia

Insanamente…. te quero

Penetrar seu corpo caliente

Descobrir os segredos de sua alma misteriosa

Saciar sua sede de amor

Idolatrar seus atos

Seguir seus mandamentos

Cometer todas as luxúrias que desperta

Em meu corpo

Domar suas resistências

Abafar com um beijo suas negações

Magnetizar seus olhos em minha direção

Direcionar todos os seus impulsos sexuais

Transladar o alvo de sua atenção

Interpretar cada manifestação do seu olhar

Tornar-te impassível ante a dor e a adversidade

Envergonhar seus pudores

Tornando-te gradualmente incontinente,

Escancarar seus anseios

Enveredar-te pelos caminhos do mais

Profundo amor

Envolver seus seios com minha boca úmida

Do desejo que acabei de colher

De seu ventre

Trepidar a terra ao passar por todas

 as suas curvas

Tornar-me nômade

em busca de seu mundo ninfal

Ungir seu umbigo com todo fervor de

Um agradecimento pela magia de ter sua vida

Para me salvar do abismo da solidão

Incrustar meus braços

Fortemente

Ao redor de sua cintura indeclinável

Tornar-te indefensa perante a

Estonteante experiência de experimentar

Expor o cruzamento de duas vidas, que se juntam

Na explosão de um expressivo eclipse lunar

Exprobrar todo tipo de exprobração

Servi-te, como califa, o cálice cálido

De nossa aliança firmada

Para eternidade

Caldear cada ligamento de seu corpo,

Que tornou-se o corpo de minha doutrina

Pormenorizar as marcas que sinalizam

Sua singularidade,

 Singularidade que põe em colapso as

Leis da física e faz as equações perderem seu significado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s