Delírios de Ophélia

Ela viria hoje…

​Ela viria hoje

Muito antes da hora marcada

Já estava penteada

O vestido novo que aguardava uma ocasião especial para ser usado

Usara o perfume que ela mais gostava

Meu coração batia,

Batia inseguro,

A cabeça doía um pouco

O rosto estava em brasas

Ensaiava frases

Pedia coragem aos céus para dizer tudo

Tudo o que estava engasgado na garganta

Tudo o que estava em seu coração

E que tentava disfarçar,

Se enganar. 

Às oito em ponto ouviu a campainha

Quase desfaleceu 

Aproximou-e trêmula 

Abriu a porta

Era ela!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s