Delírios de Ophélia

Semente do amor

Seu sorriso fez florir meu jardim,

Brotou em mim a semente do amor

Fez girar o meu sol

Abriu minha rosa

Exalou o jasmim.

Dama da noite

Em plena lua cheia

Coração incendeia

De paixão.

No meio do jardim

Nos amamos sob as estrelas brilhantes

Únicas testemunhas do delírio de nossa paixão.

Nossos beijos ardentes

Fez tremer o chão carente

A lua envergonhada escondeu-se.

Ficamos ali

Eu em você,

Você em mim

Até o sol nascer.

Você partiu,

Partiu meu sol

Meu luar

Meu ar

Meu chão.

Meu jardim não brota mais

Sem o seu sorriso

A rosa morreu

A dama da noite não mais exala

O cheiro que é seu

A lua nunca mais apareceu

Tudo é sombra e solidão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s